Sensibilidade a Luz: Óculos resolve?

oculos-resolve-sensibilidade-a-luz

Você sofre com sensibilidade à luz do sol? Alguns dos sintomas da fotofobia, a sensibilidade ou intolerância à luz, incluem dor e lacrimejamento dos olhos ao serem expostos à claridade.

Caso você apresente esses e outros sintomas, não se preocupe. Adiantamos desde já que é possível resolvê-los, ganhando, assim, mais qualidade de vida.

Mas, para isso, é preciso ter em mãos algumas informações importantes para fazer o tratamento adequado e escolher as melhores soluções, baseando-se no seu estilo de vida e necessidades específicos.

Caso você também sofra com esse problema e queira saber mais sobre como pode resolvê-lo, continue lendo este texto.

como-melhorar-a-fotofobia

O que é a fotofobia?

A fotofobia não é uma doença em si, mas um sintoma que se caracteriza pela sensibilidade ou intolerância à luz, que pode ser tanto a artificial, quanto a natural.

De certa forma, todas as pessoas apresentam algum grau de sensibilidade à luz do sol, que pode variar bastante entre cada indivíduo. Porém, em se tratando de fotofobia, a sensibilidade é mais intensa e pode realmente atrapalhar a pessoa na realização de suas atividades cotidianas.

Assim, embora não seja uma doença, quem apresenta essa condição pode sofrer bastante com o desconforto ocular. Por isso, é imprescindível adquirir informação a respeito das possíveis causas e soluções para o problema e, dessa forma, conseguir melhorar a sua qualidade de vida.

Quais são os sintomas da fotofobia?

Os principais sintomas da sensibilidade à luz são os seguintes:

  • Dor ou desconforto nos olhos;
  • Visão embaçada;
  • Inchaço na região ocular;
  • Irritação e vermelhidão nos olhos:
  • Lacrimejamento;
  • Coceira nos olhos;
  • Cefaleia (dor de cabeça).

Óculos com filtro de luz azul

Para a fotofobia causada por exposição prolongada à luz artificial, recomenda-se o uso de óculos com filtro de luz azul. Existem diversos modelos de lentes com filtro de luz azul, cada um com uma característica, vantagens e desvantagens. Essa opção é excelente para quem trabalha por horas a fio em frente à tela do computador ou até mesmo para quem é gamer e passa algumas horas por dia em frente à tela da televisão ou computador.

Como você viu, existem várias opções disponíveis para quem tem problemas com sensibilidade excessiva à claridade. Cada solução vai depender do que você está buscando e das suas necessidades e estilo de vida.

Caso você queira conhecer nossos modelos e soluções disponíveis, aproveitando a segurança e os melhores preços da Ótica Isabel Dias, navegue por nossa loja online.

lentes-de-grau-blue-light-protecao-digital

O que pode causar a sensibilidade à luz?

Existem diversas causas possíveis para a fotofobia. As causas podem vir de características anatômicassintomas de doenças ou a partir de hábitos prejudiciais. A seguir, falaremos um pouco sobre cada uma das possíveis causas.

Caso você tenha olhos claros, como verdes ou azuis, por exemplo, é bem provável que você já tenha experimentado a sensibilidade à luz solar. Isso ocorre porque as írises de cores claras possuem menos melanina, são menos pigmentadas, e por isso filtram menos a luz. Assim, olhos claros tendem a apresentar maior sensibilidade à claridade.

É possível que a fotossensibilidade ocular, outro nome dado à fotofobia, surja devido ao tamanho da pupila também. Pupilas de tamanho maiores, tendem a apresentar maior sensibilidade à claridade. Podemos dizer que isso acontece porque a pupila seria menos “protegida” pela íris.

Pessoas com astigmatismo também podem apresentar fotossensibilidade. Isso, porque o astigmatismo ocorre quando a córnea dos olhos se estende, em um formato irregular e oval. Assim, há uma distorção da luz que é absorvida pelos olhos.

Caso esse seja o seu caso, é importante procurar um oftalmologista para tratar adequadamente a doença e, consequentemente, também o sintoma.

Há também a sensibilidade à luz adquirida a partir de hábitos nocivos, como o uso excessivo de aparelhos eletrônicos, como celular, televisão, computadores ou tablets.

Esses aparelhos emitem uma luz artificial, a luz azul-violeta, que caso a exposição ocorra por tempo prolongado, pode causar fadiga ocular, fotofobia e até mesmo danos permanentes à retina no longo prazo.

Por fim, também podemos citar o uso excessivo, ou seja, por tempo prolongado, das lentes de contato. Em geral, recomenda-se não ultrapassar um certo número de horas de uso por dia, caso contrário as lentes de contato podem causar sensibilidade e outros problemas mais graves.

Para esses casos, recomenda-se então intercalar o uso das lentes de contato com o uso de óculos de grau.


Afinal, o uso de óculos resolve o problema de sensibilidade à luz?

É preciso conhecer exatamente a causa da sensibilidade à luz, para definir o melhor tratamento. Mas tanto para as causas naturais quanto para as advindas de hábitos nocivos, é altamente recomendado o uso de óculos para resolver o problema.

Ou seja, a não ser que você apresente alguma doença oftalmológica como as que citamos no item anterior, você se vai se beneficiar muito do uso de óculos para tratar a fotofobia.

Caso você já faça uso de óculos de grau, recomenda-se as lentes fotossensíveis, que alteram a cor conforme a luminosidade do ambiente. Elas são interessantes para o consumidor, pois oferecem praticidade e segurança no dia a dia. Você pode encontra-las na Ótica online Isabela Dias

Existem inúmeras opções de armação de óculos possíveis, que vão desde modelos mais tradicionais até a modernas armações transparentes.

Também é possível optar por óculos de sol com grau, se você deseja separar um modelo de armação de óculos exclusivo para os momentos de exposição solar.

ECONOMIZAR-NA-COMPRA-OCULOS-DE-GRAU

Sensibilidade a Luz: Óculos resolve?
3 (60%) 2 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *